Suor em excesso: não é normal e tem tratamento

Suor em excesso: não é normal e tem tratamento

Transpirar é normal quando está calor, durante a prática de atividades físicas ou diante de situações de estresse, por exemplo. Até porque a sudorese é uma função normal do corpo e que ajuda a manter a temperatura. 

No entanto, suar excessivamente, mesmo sem a presença de qualquer um desses fatores, quando o paciente está em repouso, não é comum e tem nome: hiperidrose.

A hiperidrose pode ser causada por fatores emocionais, hereditários ou relacionados a doenças. Pode afetar diferentes áreas do corpo, principalmente axilas, palmas das mãos, rosto, cabeça, planta dos pés e virilha.

Existem dois tipos de hiperidrose. Pode ser primária focal, de causa hereditária e que costuma aparecer na infância ou adolescência. Nesse caso, as pessoas não suam quando dormem ou quando estão em repouso. 

Ou pode ser secundária generalizada, causada por uma condição médica ou pelo efeito colateral de um medicamento. As pessoas podem suar em todas as áreas do corpo até mesmo durante o sono.

A transpiração extrema pode provocar situações embaraçosas, desconfortáveis, induzir a ansiedade e se tornar incapacitante, prejudicando a qualidade de vida do paciente. Por isso, é importante consultar um médico para tratar o problema corretamente.

Opções de tratamento para hiperidrose:

  • Desodorantes antitranspirantes, mas que têm efeito limitado;
  • Palmilhas absorventes para os pés e discos absorventes nas axilas para não manchar sapatos e roupas;
  • Talco ou amido de milho nas mãos para dirigir com mais segurança;
  • Toxina botulínica, capaz de controlar o suor, mas deve ser aplicada a cada 6 meses;
  • Medicamentos;
  • Cirurgia para remover as glândulas sudoríparas.

Se você tem hiperidrose e este é um problema que te incomoda, entre em contato com a Clínica IDEAL e agende uma consulta30